16 de dezembro de 2013


Lei torna Chico Mendes patrono do meio ambiente do Brasil

A presidente Dilma Rousseff sancionou lei que declara o ambientalista Chico Mendes patrono do meio ambiente brasileiro. A nova lei está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (16).
 
Hoje em Dia

O Senado já havia aprovado o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 95/2013, que declara o ambientalista Chico Mendes patrono do Meio Ambiente no país na quarta-feira. Como já foi aprovado na Câmara dos Deputados e não foi alterado no Senado, o projeto seguiu a sanção.

O senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) disse que Chico Mendes queria desenvolver a economia do Acre e da região amazônica e, ao mesmo tempo, preservar o Meio Ambiente. Arruda lembrou que o ambientalista, filho de um cearense, tornou-se uma figura importante na história país, além de um símbolo mundial da defesa da natureza.

"É uma figura emblemática, que defendia a natureza e a distribuição de renda", declarou Inácio Arruda.

Para o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Chico Mendes era uma referência no Desenvolvimento Sustentável. Ele elogiou a iniciativa da deputada Janete Capiberibe (PSB-AP), autora da matéria, e disse que o efeito simbólico do projeto é muito grande. Na visão do senador João Capiberibe (PSB-AP), relator do projeto no Senado, a homenagem é justa e merecida.

"Chico Mendes será lembrado, pelo futuro afora, como aquele que imolou a sua vida em defesa da floresta e do planeta", afirmou.

Seguidores