7 de agosto de 2012


O CPMVS/Gambá está preparado para receber Projetos de Reabilitação de Animais Silvestres

O CPMVS – Centro de Pesquisa e Manejo da Vida Silvestre, sede do Gambá na região do Recôncavo Sul Baiano, acaba de finalizar 3 grandes obras de reestruturação e está pronto para receber Projetos com recursos financeiros que custeiem o manejo e a reabilitação de animais silvestres.
Além da estrutura antiga composta de um quarentenário com 15 recintos (local que servirá para manter isolados e em observação os animais recém-chegados), uma despensa para o condicionamento e preparo dos alimentos e 2 viveiros de reabilitação para ptasídeos e passeriformes (grupos de aves), através do apoio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Ambiental, e com a colaboração do Inema – Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia, o CPMVS ganhou mais 1 viveiro de reabilitação para grandes aves, 1 viveiro para mamíferos e 1 Centro Veterinário que funcionará como um pequeno hospital de animais.
O CPMVS está instalado na Reserva Jequitibá, uma área florestal situada na Serra da Jibóia, município de Elísio Medrado desde 1996, ano em que o Gambá deu início às suas ações ambientais na região do Recôncavo Sul Baiano, inicialmente com pesquisa e manejo da flora nativa e que a partir de 1998 veio incorporando também a pesquisa e manejo da fauna silvestre. Por meio de patrocínios provenientes de Projetos de Resgate e Reabilitação da Fauna, ocorridos de 1998 a 2010, foram manejados no CPMVS mais de cinco mil animais silvestres entre aves, mamíferos, répteis e anfíbios, sendo mais de 80% reabilitados e devolvidos à natureza com resultados surpreendentes.
Com esta nova estrutura, que atende às normas específicas para a reabilitação da fauna silvestre atualmente vigente no país, o CPMVS está ainda mais fortalecido para contribuir com a proteção e conservação ambiental do estado da Bahia. Em outras palavras, a casa está preparada, mas o Gambá somente poderá retomar o manejo com a fauna silvestre quando houver Projetos  apoiados para esta ação.
Assim, o Gambá fica aberto para receber apoios e patrocínios que possam promover a reabilitação de fauna silvestre e sua devolução ao meio ambiente.
Mais informações sobre o CPMVS:
O CPMVS possui uma infra-estrutura de viveiros rústicos e tecnificados com capacidade instalada de 120.000 mudas/ano, sementeiras, minhocário, equipe técnica experiente e capacitada com grande conhecimento da região e forte articulação com atores locais públicos e privados.
Serviços prestados pelo Gambá através do CPMVS:

- Venda de mudas nativas da Mata Atlântica e Caatinga
- Reflorestamento e monitoramento de áreas degradadas
- Elaboração e execução de Projeto de Recuperação de Áreas degradadas (PRADs)
- Capacitação para produção de mudas nativas
- Levantamentos faunísticos e florísticos
- Resgate de fauna e flora nativas
- Projetos Paisagísticos


Seguidores