7 de agosto de 2012




148 fomentados aderem ao TAC firmado entre MP e empresas de Celulose na região da Costa das Baleias Imprimir
Escrito por Fabiana Fernandes 
 

119 termos de adesão firmados, totalizando 148 fomentados e 209 propriedades rurais, abrangendo área total de 34.656,39 ha. Esses são os resultados obtidos por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre as empresas de Celulose e proprietários rurais da região da Costa das Baleias, região sul da Bahia, que teve como prazo final o dia 06 de julho.
No TAC firmado em dezembro de 2011, as empresas Fibria Celulose S/A e Suzano Papel e Celulose S/A se comprometeram, entre outras obrigações, a custear uma análise técnica nas propriedades de terceiros com os quais mantêm fomento para a produção de eucalipto.
A análise técnica verificará a adequação ambiental do empreendimento e, caso necessário, orientará a restauração florestal conforme as mais modernas metodologias, que serão indicadas pelo Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal da USP (Esalq/Piracicaba), referência nacional no assunto.
Nesse período foram realizadas diversas reuniões visando explicar aos fomentados as vantagens em assinar o termo de adesão ao TAC, que também abrangem o custeio de um mapa georreferenciado da propriedade, a elaboração de um plano de revegetação e, em alguns casos, a doação de mudas de nativas.
É de se ressaltar que a imensa área que será adequada ambientalmente encontra-se no corredor central da Mata Atlântica, um dos hot spots de preservação ambiental do mundo.
Além disso, o sucesso da ação teve como fator preponderante a atuação regional na defesa do meio ambiente, conforme modelo recentemente implantado no MP/BA com as Promotorias Regionais Ambientais.
 

Seguidores