11 de agosto de 2012

Contra a seca e enxurradas

Contra a seca e enxurradasGoverno lança Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais. Com previsão de investimento de R$ 18,8 bilhões, terá a participação do Ibama e da ANA.

Lucas Tolentino

O governo federal lançou, nesta quarta-feira (08/08), o Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais. Com previsão de investimento de R$ 18,8 bilhões até 2014, o projeto viabilizará ações na prevenção de acidentes como deslizamentos de terra e enxurradas em todo o país. O anúncio foi feito, em Brasília, pela presidenta Dilma Rousseff, com a presença de ministros e governadores.

A medida tem, ainda, o objetivo de promover iniciativas de proteção ambiental nas cidades envolvidas. Ao todo, 821 municípios classificados como áreas de risco serão contemplados pelas ações. A presidenta afirmou que o projeto representa um resposta à altura do desafio de combater os desastres naturais. "Queremos salvar vidas", declarou. "O plano vai evitar as consequências danosas da seca e dos desastres decorrentes de muita chuva."

LEVANTAMENTO

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) atuará no projeto por meio da Agência Nacional de Águas (ANA). Baseado no mapeamento das bacias hidrográficas brasileiras, o órgão participará dos trabalhos ligados ao levantamento das características das áreas de risco e à avaliação dos efeitos das chuvas. "É um momento que requer planejamento para permitir que nós aproveitemos, da melhor forma possível, os recursos que temos", enfatizou Dilma.

A presidenta e outros representantes dos governos federal e estadual conheceram as instalações do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad). A unidade age no gerenciamento de informações ligadas aos riscos e às ocorrências de desastres naturais no território nacional e, ainda, em outros países, caso seja necessário.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a ANA fazem parte dos órgãos parceiros do Cenad. O centro funciona ininterruptamente e dispõe, hoje, de 70 funcionários, entre engenheiros, químicos, geólogos, meteorologistas e assistentes sociais. Para garantir os trabalhos, a unidade conta com equipamentos como videowall em LCD e sistema de iluminação sensitivo.

Confira os investimentos do Plano:

Prevenção – R$ 15,6 bilhões

Mapeamento – R$ 162 milhões

Monitoramento e alerta – R$ 362 milhões

Resposta – R$ 2,6 bilhões
FONTE: WWW.MMA.GOV.BR

Seguidores