26 de agosto de 2013

Sema discute restauração florestal no extremo sul da Bahia

Com o objetivo de discutir experiências e metodologias na área de restauração florestal no país, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) em parceria com o Ministério Público de Teixeira de Freitas, realizará o Encontro Interinstitucional de Restauração e Conservação e Economia Florestal. O evento acontecerá entre os dias 28 e 29 de agosto, na Câmara de vereadores do município.

De acordo com o promotor de Justiça de Teixeira de Freitas e coordenador regional do Núcleo da Mata Atlântica (Numa), Fábio Fernandez, a região apresenta uma grande demanda por restauração florestal, em decorrência disso, foi firmado um termo de ajustamento de conduta (TAC) entre o Ministério Público e as empresas que plantam eucalipto para produção de celulose (Suzano e Fíbria) visando à adequação ambiental das propriedades rurais.

Segundo Fábio, o encontro tem como objetivo principal apresentar o Programa Arboretum de Conservação e Restauração Florestal – desenvolvido pelo MP com o apoio do Serviço Florestal Brasileiro e que constitui uma das ações mais importantes prevista no TAC. O Programa visa integrar ações de restauração florestal, fomentando atividades em toda cadeia produtiva, desde a coleta de sementes até o monitoramento de áreas restauradas. 

“Pretendemos promover discussões sobre experiências e metodologias relacionadas à restauração florestal, abrangendo desde as políticas públicas até ações técnicas especificas, como por exemplo, o manejo de sementes”, disse.

Política Florestal da Bahia – A Sema apresentará a proposta de estruturação da Política de Restauração Florestal do Estado. Segundo a assessora jurídica da Sema, Mariana Vidal, a construção da Política Estadual Florestal será pautada no novo Código Florestal Brasileiro. Vidal explica também, que a elaboração buscará atender as questões relativas ao Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (Cefir), os programas de recuperação ambiental, reposição florestal, sistema agro-florestal, além de demandas ligadas a Área de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal. 

Como forma de apoiar as ações de restauração florestal e adequação ambiental de propriedades rurais no extremo sul, a Sema assinará um acordo de cooperação técnica para fortalecer o desenvolvimento do Programa Arboretum de Conservação e Restauração Florestal. “O programa é referência para o Estado por contemplar ações em toda a cadeia produtiva da restauração, incluindo iniciativas de adequação ambiental das propriedades rurais, avaliou a assessora da Superintendência de Estudos e Pesquisas Ambientais da Sema, Margareth Maia.

Participam do encontro representantes do Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal (LERF) da USP, Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Jardim botânico do Rio de Janeiro, Serviço Florestal Brasileiro (SFB), como também universidades reconhecidas pelas experiências que desenvolvem na área, entre outros.

Fonte: Ascom/Sema

Seguidores