10 de abril de 2015

Volkswagen na Comunidade 2015 recebe inscrições de projetos sociais


A Fundação Volkswagen abriu, até o dia 08 de maio, as inscrições para o VIII Concurso de Projetos Sociais - Volkswagen na Comunidade 2015, que reconhece projetos de organizações que estão no entorno de unidades fabris, MAN, Serviços Financeiros e escritórios regionais da empresa e que possam contar com o envolvimento voluntário dos seus empregados, estagiários e terceiros residentes.
“Decidimos criar o concurso, pois percebemos que muitos empregados já desenvolviam ações voluntárias e seria uma ótima oportunidade de valorizar este tipo de iniciativa. Além disso, é essencial contribuir para a transformação das comunidades onde eles residem”, comenta Keli Moreno Smaniotti, diretora de Relações Institucionais da Fundação Volkswagen.
As organizações participantes devem ser não-governamentais e sem fins lucrativos, tais como associações, centros comunitários e cooperativas, e ter como foco central a promoção do desenvolvimento humano e comunitário, ou seja, iniciativas que buscam melhorar a qualidade de vida das pessoas de uma determinada localidade, de forma estratégica e preferencialmente continuada. Assim, não serão aceitas ações de assistência social, como, por exemplo, doações pontuais.
Tendo em vista que um dos pilares de atuação da Fundação é educação, as iniciativas deverão trazer essa perspectiva em suas propostas, mesmo que a partir de um olhar transversal sobre o tema. Sendo assim, serão aceitos projetos de artes, música, dança, saúde, geração de renda, entre outros.
Em 2014, por exemplo, a APAE de São Paulo foi uma das contempladas no concurso para a reforma da sua brinquedoteca. A proposta da entidade foi desenvolver um projeto para a integração entre as crianças que participam das atividades e as demais que veem junto com as famílias e ficam no espaço.
Já na cidade de São Carlos, a entidade vencedora foi a Casa Cantinho Fraterno, na qual residem pessoas que são abandonadas pelas famílias, principalmente adultos e idosos com algum tipo de deficiência mental. Com o recurso do concurso, a Casa implantou uma academia a céu aberto numa praça, com a presença de um fisioterapeuta da entidade no local, e convidou a comunidade a explorar o espaço. Com essa aproximação, os moradores passaram a visitar os idosos e a se interessar pelo trabalho da organização.
O concurso irá premiar os melhores projetos de cada unidade fabril e escritórios – totalizando dez iniciativas - com apoio financeiro no valor de R$ 40 mil. O projeto proposto deverá ter suas atividades implantadas a partir da premiação, em 23 de outubro de 2015, e finalizadas até 31 de maio de 2016.
Para se destacar no concurso, é importante que a organização dê especial destaque à participação do público-alvo e à colaboração de voluntários na sua iniciativa. Da mesma forma, também será possível envolver instituições (públicas ou privadas) que possam agregar outras ações ao projeto, de maneira a propiciar a participação da comunidade.

Entre os critérios de avaliação dos projetos estão: sensibilidade da organização na identificação de demandas sociais e valorização da vocação local; coerência entre missão da entidade e projeto proposto; relevância do projeto e potencial de impactos positivos e de transformação; propriedade técnica e operacional para execução da proposta e adequação do corpo técnico; apresentação de estratégias que demonstrem continuação do projeto em caso de eventual aporte; capacidade de articulação de parcerias (recursos técnicos e matérias) e de constituição de redes; etc.
Segundo a diretora da Fundação, tendo em vista que o concurso visa também contribuir para a profissionalização das organizações, será oferecido para as vencedoras e as dez entidades finalistas, assim como para os empregados que indicaram as organizações, um curso de Gestão de Projetos Sociais, que abordará temas como planejamento, comunicação e marketing, mobilização de recursos, organização financeira, prestação de contas, avaliação e monitoramento de projetos.
“A formação será importante para que as entidades possam implementar o prêmio de forma sustentável, além de possibilitar o conhecimento para que elas firmem outras parcerias e possam alavancar suas iniciativas”, comenta Keli.
Além disso, os dez projetos premiados na sétima edição do concurso, em 2014, poderão concorrer agora ao "Prêmio de Sustentabilidade", também no valor de R$ 40 mil, que será entregue à organização que melhor administrou os recursos recebidos no ano passado.
A diretora da Fundação destaca ainda como um resultado positivo da iniciativa o fato de que, ao serem convidados para “apadrinhar” alguma organização interessada em participar do concurso, diversos empregados passam a ser voluntários das entidades, desenvolvendo um trabalho sistemático no local. “Isso sem falar que muitas organizações finalistas, depois de participarem do curso, conseguem vencer no ano seguinte, tendo seus projetos implementados”, comenta.
Os interessados em participar podem acessar o edital, assim como o roteiro de elaboração de projetos. As inscrições devem ser feitas pelo site da iniciativa. Dúvidas podem ser enviadas pelo e-mail:vwnacomunidade@neuronio.com.br. Mais informações pelo telefones:  (11) 4347-2874 / (11) 4346-6827.

A Fundação Volkswagen é associada GIFE

TEXTO DO SITE DA GIFE

Seguidores