27 de dezembro de 2013

Herbário da UESC é o único Credenciado na Bahia

A Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) possui, a partir de agora, o único Herbário credenciado como instituição fiel depositária de amostras de componentes do patrimônio genético.  O credenciamento, feito pela Secretária Executiva do Conselho de Gestão do Patrimônio Genético do Ministério do Meio Ambiente, foi publicado na edição 197, seção 3, página 173, do dia 10 de novembro de 2013 no Diário Oficial da União.

Com o credenciamento, o Herbário da UESC passa a ser o único na Bahia autorizado a atender a legislação que determina a empresas e institutos de pesquisa o depósito de exemplares-testemunha de organismos que estejam investigando com a finalidade de obter algum aproveitamento comercial ou científico da planta.

O professor Luiz Alberto Mattos Silva, curador do Herbário, explicou que o Herbário da UESC é um dos mais novos do Estado da Bahia, criado formalmente em 1995, com exsicata (plantas desidratadas por técnica de herborização que apresenta dados de descrição morfológica, acompanhados de ficha de informação sobre o local e caracterização da coleta), oriundas de coletas realizadas no Campus Prof. Soane Nazaré de Andrade e doações recebidas de outros herbários regionais. Atualmente, a sua coleção didático-científica conta com cerca de 16.400 exsicatas, basicamente de amostras representativas dos ecossistemas regionais do Bioma Mata Atlântica e amostras de outros biomas, a exemplo da caatinga e cerrado.

Em 2009, recebeu o reconhecimento internacional e foi incluído no Index herbariorum com a sigla UESC, publicação do The New Botanical Garden, que detém os registros dos herbários oficializados que têm como meta credenciar-se como fiel depositário de amostra do patrimônio genético.

Importância do Herbário

O professor Luiz Alberto explica que "para quaisquer levantamentos biológicos em nível de pesquisa se faz obrigatório os registros dos espécimes coletados com as suas consequentes incorporações a acervos de coleções científicas, permanecendo depositadas em herbários (vouchers). Portanto, um herbário cumpre a função científica de preservar e acondicionar as coleções de plantas coletadas para estudo, identificação e classificação de exemplares que após procedimento de herborização são incorporadas à coleção, recebendo o nome de exsicatas."

As suas funções são inúmeras, entre as quais funcionar como centro de identificação para: pesquisadores, extensionistas, agricultores, paisagistas, medicina popular, botânica econômica, documentar flora para embasar atividades de preservação e conservação assegurando  fidelidade às informações sobre vegetais que ocorrerem em áreas sujeitas à devastação; servir como centro de treinamento em botânica, principalmente nas áreas de graduação e pós-graduação; fornecer material botânico para propagação; fotografias de espécies; material para estudos cromossômicos e de anatomia; dados sobre a distribuição geográfica de espécies; endemismos de Spp, ecologicamente importantes, a exemplo da piaçava (Attalea funifera, Mart).

WWW.UESC.BR

Seguidores