27 de dezembro de 2013

Avaliação da CAPES coloca o PPG-GBM entre os melhores do país na área

  Avaliação da CAPES coloca o PPG-GBM entre os melhores do país na área
 
O Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular (PPG-GBM) da UESC alcançou nota 5 na avaliação trienal 2013 divulgada nesta terça-feira (10/12/2013) pela CAPES. Esse resultado coloca o PPG-GBM entre os sete melhores programas de pós-graduação do país, e o de maior nota no Nordeste, na sua área. A escala de notas da CAPES varia de 1 a 7, sendo as notas 6 e 7 reservadas para os programas de qualidade internacional.
 
A elevação da nota do programa em relação a última avaliação trienal feita em 2010 foi comemorada tanto pelo seu corpo docente, discente e administrativo, como por toda a UESC. O coordenador do PPG-GBM, Prof. Marcio Gilberto C. Costa, reuniu nesta sexta-feira (13/12/2013) os professores e alunos do programa para apresentar a ficha de avaliação da CAPES. O PPG-GBM recebeu o conceito máximo (“Muito Bom”) em quatro dos cinco quesitos avaliados. Além do apoio institucional, esse resultado é fruto de um esforço conjunto e contínuo por parte dos docentes e discentes que há muito se comprometeram em elevar a qualidade do programa visando alcançar sempre níveis crescentes de excelência.
 
Além de colocar o PPG-GBM na elite da pós-graduação no país, a nota 5 permitirá ao programa obter mais bolsas de mestrado, doutorado e de pós-doutorado e recursos para pesquisas junto as agências de fomento públicas e privadas. A nota 5 também abre caminho para a participação do PPG-GBM em editais específicos para programas consolidados de nível 5, 6 e 7.
 
Uma década após a sua criação, o PPG-GBM chega ao nível 5 contabilizando a titulação de 144 mestres e 31 doutores. Atualmente, o programa é formado por um corpo docente de 22 orientadores e um corpo discente de 85 estudantes, entre mestrandos e doutorandos, os quais produziram no último triênio quase duas centenas de artigos científicos em periódicos de relevância na área, além do depósito de quatro patentes.
 
Para o PPG-GBM, o desafio agora será o de consolidar a nota 5 e buscar atingir a nota 6 já nas próximas avaliações. Para isso, o programa já estabeleceu como metas para o atual triênio (i) atingir o conceito “Muito Bom” em todos os quesitos avaliados, (ii) apresentar indicadores de produção intelectual superiores aos exigidos para o nível 5 e (iii) demonstrar inserção internacional, por meio da participação dos seus docentes e discentes em atividades no exterior, como intercâmbios e convênios internacionais, organização e participação em eventos internacionais qualificados e presença de docentes e discentes estrangeiros no programa. Esses são os três principais critérios de qualificação adotados pela CAPES para a obtenção dos conceitos 6 e 7.
 
Na avaliação trienal 2013, a CAPES avaliou 5.082 cursos de mestrado e doutorado de todo o país, considerando todas as informações prestadas pelos cursos durante os anos de 2010, 2011 e 2012. A avaliação da pós-graduação stricto sensu é realizada pela CAPES desde o ano de 1976. Ao longo de quase 40 anos, consolidou-se como instrumento de grande importância para o Sistema Nacional de Pós-Graduação e para o fomento, tanto por parte das agências brasileiras, vários setores governamentais e não governamentais, bem como dos organismos internacionais.
http://www.uesc.br/

Seguidores