26 de outubro de 2012

Homem que guardava Pitu, Catitu, Paca e Tatu é preso por crime ambiental
Produtos vão passar por análise da Vigilância Sanitária para definir destino

Crédito: Ascom

Ação conjunta do IBAMA e da Delegacia de Proteção Ambiental, ambos com sede em Ilhéus, resultou na prisão em flagrante delito de Nadilson Brito, residente no bairro da Califórnia, Itabuna, por ter em sua residência 17,6 kg de Pitus, 02 Catitus, 01 paca e 01 Tatu verdadeiros, sem autorização dos órgãos competentes. No mesmo dia, foi lavrado um Auto de Infração no valor de R$ 2.360,00 por conservar os 17,6 Kg de Pitus e outro no valor de R$ 3.000,00 pelos 04 animais silvestres. Além disso, o autuado pagou uma fiança no valor de R$ 700,00 para responder o Inquérito Penal em liberdade. 
Segundo Humberto Mattos, Delegado Titular da DPA, Nadilson já vinha sendo monitorado e a polícia aguardava o melhor momento para realizar as apreensões. Os animais apreendidos passarão por uma avaliação de Técnicos da Vigilância Sanitária e Zoonose para analisar a qualidade da carne para doação ou incineração. 
matos lembra que é crime ambiental comercializar, transportar, ter em depósito, entre outros, qualquer tipo de animal silvestre sem autorização dos órgãos competentes. Qualquer denuncia de crime ambiental pode ser realizada pelo telefone (73) 3234-8147 - DPA e o 3634-2850 - IBAMA.

Produtos vão passar por análise da Vigilância Sanitária para definir destino

Seguidores