6 de fevereiro de 2012

Laboratório da UFBA vai avaliar qualidade das ostras baianas


Produtores de dois municípios serão beneficiados
A UFBA e a estatal Bahia Pesca firmaram convênio de cooperação técnico-científica para viabilizar ações do projeto “Avaliação da qualidade higiênico-sanitária de ostras cultivadas e capturadas no litoral da Baía de Todos os Santos e do Baixo Sul”. A iniciativa se prende à garantia da qualidade e da procedência dessa iguaria, cuja venda tem sido cada vez mais frequente nos bares e restaurantes baianos.
Assim, o Laboratório de Extensão e Tecnologia de Carnes e Derivados da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da UFBA ficará responsável por realizar, uma vez por mês, o monitoramento bacteriológico, avaliando a qualidade das ostras e também das águas das áreas de cultivo na Bahia. Com a medida, os produtores de ostras dos municípios de Itaparica (Santiago do Iguape, Cachoeira e Ponta Grossa) e Taperoá (Jaguaribe e Graciosa) serão beneficiados.

Seguidores