5 de junho de 2012

Transporte de produtos perigosos é fiscalizado pelo Ibama na Bahia

Transporte de produtos perigosos é fiscalizado pelo Ibama na Bahia
     
 
O Ibama realizou este mês, no período de 22 a 28/05, uma operação de fiscalização de transporte de produtos perigosos na Bahia, ao longo das rodovias BR - 101 e BR - 324, trecho compreendido entre os municípios de Alagoinhas e Feira de Santana. Na operação, foram autuadas 95 empresas e o valor das multas foi mais de R$ 672 mil.
A aplicação dessas multas teve como base algumas irregularidades detectadas nas empresas vistoriadas, como funcionamento em atividade de transporte de produtos perigosos sem licença ambiental, a não apresentação de relatórios anuais referente ao Cadastro Técnico Federal (CTF), e ausência de inscrição no CTF. A ação de fiscalização teve como principais alvos postos de combustíveis, transportadoras e distribuidoras de combustíveis.
Os objetos das apreensões foram, em geral, veículos do tipo caminhão tanque, de transporte de combustíveis. A origem dos veículos era em sua maioria de municípios baianos, mas também foram apreendidos veículos de outros estados como São Paulo, Sergipe e Pernambuco.
A operação foi coordenada pelo Ibama e contou com a participação da Polícia Rodoviária Federal e do Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), responsável por fiscalizar o tacógrafo dos veículos. Tacógrafo é um dispositivo empregado para monitorar o tempo de uso, a distância percorrida e a velocidade que desenvolveu. Muito utilizado por empresas de transporte, assegura que os motoristas estejam cumprindo suas horas de trabalho sem excedê-las e também ajuda a evitar multas por excesso de velocidade. Sua utilização obrigatória no Brasil se deve à Lei 9503 de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro.
Carlos Garcia Ascom - Ibama/BA
 

Seguidores