3 de junho de 2012

PORTO SUL


Porto Sul: Audiências públicas em seis cidades reúnem mais de quatro mil pessoas

A série de audiências públicas realizadas pelo governo estadual e Ibama para apresentação do relatório de impacto ambiental e do projeto do Porto Sul se encerrou neste sábado (2) e reuniu cerca de 4.600 pessoas nas seis cidades visitadas na região sul da Bahia. A última audiência aconteceu em Barro Preto, além das cidades de Uruçuca, Itacaré, Itabuna, Coaraci e Itajuipe que receberam os representantes duarante a semana. O empreendimento tem investimentos de aproximadamente R$ 3,4 bilhões e se constituirá em um porto público e um terminal privativo operado pela Bahia Mineração.



Ciclo de audiências ajudará Porto Sul a receber sinal verde do Ibama

As sugestões recolhidas durante as audiências públicas realizadas pelo governo estadual em sete municípios do sul baiano e a mudança na localização do empreendimento são dois fatores que podem ajudar na concessão da licença ambiental prévia para a construção do Porto Sul. Pelo menos é o que acredita o superintendente do Ibama na Bahia, Célio Costa Pinto, que participou das reuniões para apresentação do relatório de impacto ambiental do projeto e coleta de demandas da população vizinha. A próxima fase, segundo Pinto, está nas mãos dos analistas do órgão, que farão a apreciação dos Estatutos de Impacto Ambiental e do Relatório de Estudos de Impacto Ambiental (EIA-Rima). O parecer também levará em conta as contribuições dos moradores e deve ser expedido até o final de julho. “Embora estejamos na fase da licença prévia do porto (depois dela ainda virão as licenças de instalação e de operação), o governo do Estado não parou de trabalhar”, alegou o coordenador de Políticas Públicas de Infraestrutura da Casa Civil, Eracy Lafuentes, em entrevista ao jornal A Tarde.

Seguidores