5 de junho de 2013

Patrimônio Mundial, parque sofre com ameaças de exploração na BA

Parque Nacional do Descobrimento está situado no município de Prado.


Área conta com 389 espécies, sendo que 28 delas estão em extinção.

Do G1 BA com informações da TV Santa Cruz


O Parque Nacional do Descobrimento, situado no município de Prado, extremo sul da Bahia, abriga uma área de Mata Atlântica com espécies raras de animais.

No entanto, o lugar, que é reconhecido como Patrimônio Mundial da Unesco, sofre com ameaças de exploração ilegal. Nesta quarta-feira (5) é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Segundo Aristides Neto, chefe do Parque Nacional do Descobrimento, a área abriga 389 espécies de animais, sendo que 28 delas estão em extinção. "A gente tem, por exemplo, o queixada, que é um bichio que quase não se encontra mais em área protegida de Mata Atlântica. Temos 28 espécies faunísticas de vertebrados ameaçadas de extinção, entre elas o mutum do sudeste, o papagaio chauá, a anta, a onça parda, talvez onça pintada. Existem indícios de onça pintada", relata.

O perímetro do parque tem 157 quilômetros, sendo que restam apenas 7,8% de Mata Atlântica reservada. "Tem uma pressão de caça dentro do parque e essa caça ela é exercida por gente de fora, gente do entorno. Existe também a questão indígena, que ainda não está resolvida", conta Aristides.

Márcio do Amparo trabalha há quase cinco anos no parque. Ele conta que já desmatou e que já caçou alguns animais, mas mudou de atitudes após entender a importância da preservação da natureza. "Depois que eu comecei a trabalhar no parque eu tive uma visão da noção do que é preservar. Porque você preservar vai ficar sendo bom para você, para os seus filhos futuros. É uma coisa ajudando a outra", descreve.

Seguidores