12 de junho de 2013

BALEIA-JUBARTE ENCONTRADA MORTA NO LITORAL DA BAHIA PODE TER SIDO ATROPELADA POR EMBARCAÇÃO

Baleia-jubarte é encontrada morta em praia de Barra Velha, em Nova Viçosa, litoral sul da Bahia - Foto: IBJ / Divulgação


Baleia de 40 toneladas e 13 metros é 

achada morta na Bahia

Uma baleia-jubarte macho, com entre 60 e 70 anos, 13 metros de comprimento e pesando cerca 40 toneladas foi achada morta em uma praia de Barra Velha, em Nova Viçosa, litoral sul da Bahia. De acordo com o Instituto Baleia Jubarte (IBJ), este é o primeiro registro feito em 2013 e podem ocorrer mais, já que a temporada de baleias no Brasil acaba apenas em novembro.
Pesquisadores do IBJ que foram ao local do encalhe nesta quarta-feira disseram que eles confirmaram as suspeitas de que o animal foi morto por atropelo de embarcação. “A baleia estava com uma fratura muito grande no crânio. Todos os sinais indicam que ela sofreu um trauma”, afirmou a veterinária do instituto Adriana Colosio.
Inicialmente, explica a veterinária, o IBJ havia recebido no sábado a notícia de um encalhe, mas só pode ir ao local na segunda, após conseguir uma lancha emprestada, já que o local é de difícil acesso. “Mesmo assim foi preciso chegar perto da praia e saltar na água e carregar os equipamentos até a baleia”, afirmou o pesquisador Milton Marcondes, do IBJ.
Na praia, viu-se que o animal estava em estado avançado de decomposição, rodeado de urubus e de barriga para cima, o que dificulta o exame dos ossos da baleia. Segundo os pesquisadores, após a coleta de material para pesquisa, o animal será enterrado na mesma praia onde foi encontrado.
Todo ano as baleias-jubarte migram entre os meses de julho e novembro para acasalar e se reproduzir. Para a temporada deste ano, a estimativa é que 12 mil exemplares da espécie cheguem ao litoral do Brasil. Segundo o IBJ, 95% delas se concentram no Parque Marinho de Abrolhos, litoral sul da Bahia.
Com relação a encalhes da espécie, o IBJ registrou, de 2002 a 2005, média de 22 casos por ano no Brasil, Já entre 2006 e 2009 o número foi pra 37 animais e em 2010 chegou a 96 – maior registro dos últimos anos. Em 2011 houve redução para 39 encalhes e ano passado voltou a subir, com 44 casos.
Para a temporada de 2013, o IBJ estima que chegue ao litoral brasileiro uma população de 12 mil indivíduos. Em 2011 o instituto realizou censo aéreo entre o litoral de Sergipe e Rio de Janeiro e constatou 11.418 exemplares da espécie. Em 2008, houve o registro de 9.330 indivíduos. (Fonte: Terra) - Ambiente Brasil

Seguidores