9 de janeiro de 2013

Homem explora jabutis na BA e os exporta para diversos países


Homem explora jabutis na BA e os exporta para diversos países Imprimir
Escrito por ANDA   
De uma atividade de inconsciente para outra. Um fazendeiro da região de Baixa Grande, na Bahia, costumava explorar bois e vacas visando lucro pessoal. Agora, ele encontrou outra forma de ganhar dinheiro: com o comércio de jabutis.

No local onde são criados, há mais de cinco mil animais privados de liberdade. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, os jabutis são comprados por R$ 150 e revendidos por cerca de R$ 350,00 para diversos países. Além do estresse pelo fato de viverem em cativeiro, os jabutis ainda sofrem com longas viagens.

Apesar da crueldade embutida, essa atividade é autorizada pelo Ibama. Para os jabutis, que já tiveram seus direitos subtraídos, pouco importa se há ou não autorização do Ibama.

O responsável pelos animais, tratados apenas como mercadoria, afirma que as encomendas são feitas online, através de e-mail, e que compradores de lugares como Hong Kong e Taiwan encomendam até mil jabutis por vez. Em relação aos que são exportados para a China, o criador diz que a demanda é grande devido a crenças, que fazem com que esse animais silvestres se tornem domésticos.
Porém, acredita-se que muitos deles são explorados para o consumo humano, algo que ocorre não só na China, mas em diversos países.

Nota da Redação: Como se já não bastasse o número de espécies exploradas para exportação, a ganância encontra novas para o triste enriquecimento de alguns.

Por Débora Cissoto (da Redação)

Foto: Raul Spinassé/Folhapress
 
http://mpnuma.ba.gov.br/

Seguidores