11 de janeiro de 2013

BAHIA EM CHAMAS - PARTE II

Incêndio queima a Chapada Diamantina

por
Adriano Vilella

A estiagem enfrentada pela Bahia está dificultando o combate ao fogo que consome parte da Serra do Sobradinho, no Vale do Capão.

A área, integrante da Chapada Diamantina, já perdeu mais de 500 hectares em quatro dias de chamas.

Segundo relatos de brigadistas que tentam conter o fogo, a escassez de água levou ao uso da técnica do abafamento, mais lenta.
Não há previsão de chuvas na região nos próximos dias.

Nessa quinta-feira (11/1) os governos federal e estadual anunciaram ajuda para o Vale do Capão. O Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão responsável  por cuidar do Parque Nacional da Chapada Diamantina, anunciou a chegada de mais 21 brigadistas, deslocados do Parque Nacional do Descobrimento e do Parque Nacional de Brasília, que se juntam aos 22 contratados e 30 voluntários que atuavam na tentativa de debelar as chamas.

O fogo atingiu a Cachoeira da Fumaça e o Morrão. O instituto federal admite a hipótese de o incêndio ter tido origem criminosa. Há a possibilidade de o ICMBio enviar um helicóptero e aviões.

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), destinou um avião Airtractor e apoio do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar da Bahia. O secretário de Meio Ambiente da Bahia, Eugênio Spengler, tem chegada prevista para esta sexta-feira (11). Spengler fará um sobrevôo na região para avaliar a extensão da área afetada.

De acordo com o secretário,estão sendo enviados 50 kits de equipamentos de proteção individual (EPI´s), dois carros com tração 4x4 e um aporte de R$ 20 mil para compra de água e alimentação para os brigadistas.

“Para combater os focos de incêndios, já temos em campo técnicos do Inema, mais de 40 brigadistas e 50 bombeiros, com o objetivo de debelar e monitorar os incêndios florestais na região”, afirmou Spengler.

http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=7279756930463266979#editor/target=post;postID=4195051058810875594

ICMBio envia reforços para combater incêndio no Parque Nacional da Chapada Diamantina

Sandra Tavares
Fumaça provocada pelo incêndio já chega à cachoeira da Fumaça (Foto: Talos Johann)
Brasília (10/01/2013) – O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), responsável pela gestão do Parque Nacional da Chapada Diamantina, localizada na Bahia, enviou reforços para o combate ao incêndio que acontece na unidade. O Parna da Chapada Diamantina possui aproximadamente 150 mil hectares.
O incêndio começou segunda-feira (07/01) e atingiu a a região do Vale do Capão (Serra do Sobradinho, a Cachoeira da Fumaça e o Morrão). Até ontem cerca de 500 hectares do parque foram atingidos pelas chamas. Acredita-se que o incêndio tenha origem criminosa e tenha sido agravado pelo período de estiagem (mais de 30 dias), sem previsão de chuvas para os próximos dias.
Vinte e dois brigadistas contratados pelo Instituto (14 do Parque e 8 da Floresta Nacional Contendas do Sincorá) e 30 voluntários combatem o incêndio. Hoje (10/01) chegam ao parque mais cinco brigadistas do Parque Nacional do Descobrimento e amanhã (11/01) mais 16 do Parque Nacional de Brasília, totalizando 43 brigadistas contratados pelo ICMBio.
O Governo do Estado da Bahia também está apoiando os combates com um avião Airtractor e apoio do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar da Bahia. Existe a previsão de chegada de um helicóptero e mais aviões.
A Coordenação de Emergências Ambientais do ICMBio enviou dois aviões airtractor do ICMBio, e um helicóptero do Ibama para combater as chamas. O Secretário de Meio Ambiente da Bahia, Eugênio Spengler, estará na Chapada nesta sexta-feira (11/01) e o diretor de Criação e Manejo de UCs do ICMBio, Pedro de Castro da Cunha e Menezes chega à unidade no domingo.
Comunciação ICMBio
(61) 3341-9290

Incêndio no Parque São Bartolomeu destrói um trecho da Mata Atlântica

por
Sergio Toniello Filho
Um incêndio consumiu parte de reserva da Mata Atlântica que fica no Parque São Bartolomeu, no subúrbio de Salvador.
O fogo começou no domingo (6/1), com focos em lugares de difícil acesso, e demorou a ser apagado pelos bombeiros. De acordo com moradores do bairro de Pirajá, perto de onde fica a reserva, até a tarde de segunda-feira (7) os bombeiros lutavam contra as chamas.
Ainda segundo moradores, a quantidade de homens era insuficiente para apagar todo o fogo.
A Assessoria de Comunicação dos Bombeiros não soube relatar o tamanho da perda de mata no local ou o que ocasionou o incêndio.

       Brigada Voluntária do Vale do Capão
Vale do Capão - Distrito de Caeté-Açu
Palmeiras – BA  / CEP: 46.940-000
Contatos: ACV-VC (75) 3344-1087
 

PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DIAMANTINA EM CHAMAS

Um incêndio florestal descontrolado devasta o Parque Nacional da Chapada Diamantina há quatro dias e atinge dimensões alarmantes, destruindo fauna, flora e manancial hídrico de uma das principais Unidades de Conservação do país e ameaça povoados e cidades no entorno do Parque.
O fogo teve início no dia 7 de janeiro deste ano, segunda-feira, no município de Palmeiras, nas imediações do Vale do Capão, atingindo os Gerais do Morrão, a nascente do Riachinho, a Serra dos Cristais e se dirige em várias direções ameaçando a Cachoeira da Fumaça, o Vale do Pai Inácio, o povoado da Lagoa, da Conceição dos Gatos, Campos São João e a cidade de Lençóis. Fornecer números nesse momento é impossível, pois o fogo arde e se alastra velozmente.
O combate está sendo realizado pelas brigadas voluntárias locais, juntamente com a brigada do ICMBio, Associação de Condutores do Vale do Capãoe moradores, sem Equipamento de Proteção Individual.
No entanto, as autoridades municipais, estaduais e federais parecem não ter percebido a urgência de uma ação maior e mais eficaz do que apenas o combate humano. Os brigadistas encontram-se exaustos, os equipamentos de combate danificados,enquanto aguardam um posicionamento objetivo e a presença das autoridades com equipamentos, reforço humano capacitado e PRINCIPALMENTE COMBATE AÉREO, com helicópteros e aviões que percorram a linha de fogo quilométrica e alcancem focos em locais inacessíveis ao combate humano.
Esperamos que a ação das autoridades se equipare à atitude da sociedade civil e faça a sua parte enviando equipamentos e reforço com urgência.

 

 

Fogo sob controle na Chapada Diamantina

Brasília (15/01/2013) – A Coordenação de Emergências Ambientais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) informa que o incêndio no Parque Nacional da Chapada Diamantina, unidade de conservação federal localizada em Minas Gerais, já está sob controle.
Uma das frentes, que se deslocava a favor do vento para oeste do Morrão foi extinto. Já outra, que se deslocava contra o vento para leste, está sendo combatida no Morro do Cruzeiro, em Mucugê, por 30 brigadistas voluntários, sendo 14 da Chapada Diamantina, oito da Floresta Nacional Contendas do Sincorá e cinco do Parque Nacional do Descobrimento.
O incêndio começou segunda-feira (07/01) e atingiu a a região do Vale do Capão (Serra do Sobradinho, a Cachoeira da Fumaça e o Morrão). Acredita-se que o incêndio tenha origem criminosa e tenha sido agravado pelo período de estiagem (mais de 30 dias), sem previsão de chuvas para os próximos dias.
Comunciação ICMBio
(61) 3341-9290

Seguidores