11 de dezembro de 2012

Bahia inaugura Sala de Situação

Bahia inaugura Sala de Situação

Na sede do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), no bairro Monte Serrat, em Salvador, aconteceu a inauguração da Sala de Situação da Bahia no dia 7 de dezembro de 2012. O centro de monitoramento tem o objetivo de apoiar a implantação do sistema de previsão de eventos hidrológicos críticos no estado, como cheias e secas. A Sala é resultado de um acordo de cooperação técnica entre a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Inema.
 
O diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu, participou da inauguração juntamente com a diretora-geral do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Márcia Telles, e os técnicos que fazem parte do projeto, o que inclui profissionais de hidrologia, meteorologia, defesa civil, geoprocessamento e análise de sistema. A Sala de Situação da Bahia será operada pela Coordenação de Monitoramento do Inema. Simultaneamente aconteceu a reunião conjunta do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Cepram) e do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (Conerh).
 
Os técnicos que vão trabalhar na Sala de Situação estarão capacitados para realizar ações referentes à integração e modernização das redes hidrometeorológicas (nível de rios, vazão e volume de chuvas), sedimentométrica (sedimentos) e de qualidade de água da Bahia. Com as informações de chuvas e de modelos hidrológicos que chegam ao sistema, é possível simular, por exemplo, a vazão de um rio. Assim, os técnicos da Sala de Situação podem apontar em quanto tempo uma inundação chegará a uma área de risco.
 
O objetivo da ANA é equipar todos os estados e o DF com Salas de Situação, além de modernizar o monitoramento hidrometeorológico nacional, com o apoio do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI); da Secretaria Nacional de Defesa Civil, vinculada ao Ministério da Integração Nacional; do Serviço Geológico do Brasil (CPRM); e dos órgãos gestores estaduais de recursos hídricos.
 
Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais
 
A montagem de Salas de Situação nos estados integra o Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, lançado pela presidente Dilma Rousseff em 8 de agosto. O Plano prevê investimentos de R$ 15,4 bilhões em ações articuladas de prevenção e redução do tempo de resposta a ocorrências. As Salas de Situação fazem parte do eixo de Monitoramento e Alerta.
 
Monitoramento hidrometeorológico
 
A Rede Hidrometeorológica Nacional da Agência possui mais de 4,5 mil estações de monitoramento, de diferentes tipos, em todo o País. Por meio de sua Sala de Situação, em Brasília, a ANA acompanha as tendências hidrológicas dos principais rios e reservatórios nacionais e desenvolve ações de prevenção que permitem identificar possíveis eventos críticos e adotar antecipadamente medidas para mitigar seus impactos.
Texto:Ascom/ANA

Seguidores