23 de novembro de 2012

AGRICULTURA FAMILIAR
III FEBAFES

A III Feira Baiana da Agricultura Familiar, Economia Solidária e Identidade Territorial (Febafes) começa amanhã, no Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador. Durante o evento, o público terá oportunidade de adquirir mel extraído no semiárido da Bahia, que é processado pela Cooperativa Regional dos Apicultores do Médio São Francisco (Coopamesf), sediada no Território Velho Chico.
 ----------------------------------------------------------------------------
Projetos do Território Velho Chico participam da III Febafes na capital
A participação dos empreendimentos econômicos solidários (EES) do Território de Identidade Velho Chico está garantida na III Feira Baiana da Agricultura Familiar, Economia Solidária e Identidade Territorial (Febafes), que começa amanhã e continua até o próximo dia 2 de dezembro, no Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador.
O público do evento poderá adquirir o mel extraído no semiárido da Bahia, que é processado pela Cooperativa Regional dos Apicultores do Médio São Francisco (Coopamesf), sediada no Território Velho Chico.

Vendas – Segundo o coordenador técnico da Coopamesf, Gilmário Mendes, a entidade – que possui aproximadamente 50 cooperados e atua em 17 municípios da região – conseguiu, nos últimos quatro anos, aumentar o volume de vendas de quatro mil quilos para 50 toneladas.
Ele informou que isso decorreu da participação de técnicos e cooperados em capacitação sobre tecnologias de higienização, manipulação de alimentos, cursos de gestão do empreendimento e, principalmente, em eventos de estímulo para acesso ao mercado, a exemplo da rodada de negócios promovida pela Febafes.
Com apoio metodológico do Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae), a rodada de negócios permite a interação entre os empreendimentos e as grandes redes de comercialização da região, como supermercados, hotéis e restaurantes.
 
EBDA leva tecnologias de convivência com a seca à Fenagro
Com orientações e assistência técnica prestada pela Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola S.A. (EBDA), agricultores familiares da Bahia passaram a conhecer tecnologias de baixo custo e fácil adaptação que facilitam a convivência do homem do campo com a seca. A população de Salvador terá a mesma oportunidade, de amanhã a 2 de dezembro, quando a empresa apresentará as inovações tecnológicas desenvolvidas no campo aos visitantes da 25ª edição da Feira Nacional da Agropecuária (Fenagro), no Parque de Exposições.
Segundo o presidente da empresa, Elionaldo de Faro Teles, a EBDA incentiva o uso de novas tecnologias na agricultura familiar, com base nos princípios de sustentabilidade. "Nosso papel é disseminar informações para que os produtores estejam estimulados a adotar tecnologias de fácil aplicabilidade, as quais contribuirão com maior produção e produtividade, o que resultará no aumento da renda e na qualidade de vida das famílias."
A EBDA montou um espaço similar ao da vida no campo. Quem visitar o local vai conhecer trabalhos como inseminação artificial, campo experimental de palma adensada, plantio e utilização de milho hidropônico, fruticultura, diversos tipos de construção de hortas domésticas, bombas para elevação de água, entre outros. Durante o evento, a empresa também demonstrará, de forma interativa e dinâmica, as diversas fases de 18 cadeias produtivas do estado, a exemplo do guaraná, da cana-de-açúcar, do algodão, da mamona e do dendê.


FONTE: DIARIO OFICIAL DO ESTADO
http://www.egba.ba.gov.br/diario/DO23/DO_frm0.html

Seguidores