27 de abril de 2015

Pesquisadores do IOC identificam nova espécie de verme



Pesquisadores do IOC identificam nova espécie de verme

Lucas Rocha / Ascom IOC

A descrição de uma nova espécie de acantocéfalo, filo de parasitos encontrados em espécies de peixes, anfíbios, pássaros e mamíferos, realizada por pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) foi destaque no periódico ‘Journal of Parasitology’.


Nova espécie de acantocéfalo, Prosthenorchis cerdocyonis foi encontrada em cachorros-do-mato (Arte de Jefferson Mendes sobre foto de Arnaldo Maldonado Júnior)

A descoberta foi fruto de atividades científicas desenvolvidas entre os anos de 2005 e 2009, no Pantanal brasileiro. Durante o trabalho de campo, foram encontrados cachorros-do-mato (Cerdocyon thous) com grande quantidade de acantocéfalos – cuja análise indicou se tratar de uma nova espécie: Prosthenorchis cerdocyonis. A identificação foi realizada por Ana Paula Nascimento Gomes, na época, aluna de mestrado do Programa de Pós-graduação Stricto sensu em Biodiversidade e Saúde do IOC, sob orientação do chefe do Laboratório de Biologia e Parasitologia de Mamíferos Silvestres Reservatórios do IOC, Arnaldo Maldonado, e co-orientação da pesquisadora do mesmo Laboratório/Ciências sem Fronteiras, Natalie Olifiers.

O trabalho de descrição compôs a dissertação ‘Análise morfológica e ecológica de helmintos parasitos gastrointestinais de cachorro-do-mato Cerdocyon thous (Linnaeus, 1766) do Pantanal do Mato Grosso do Sul’, defendida por Ana Paula em 2013.

Parasito
Os acantocéfalos compõem um filo de vermes parasitos que apresentam ciclo de vida que envolve pelo menos um hospedeiro intermediário (inseto, crustáceo ou miriápode) e um hospedeiro definitivo (vertebrados ou invertebrados). Os parasitos se fixam na parede do intestino do hospedeiro, de onde se alimentam através da superfície corporal, podendo causar impactos à saúde, devido sua atuação na parede intestinal. Atualmente, existem cerca de mil espécies conhecidas em todo o mundo, mas somente 25 ciclos biológicos completos são identificados.

Seguidores