18 de fevereiro de 2013

Promotoras recebem Moção do Fórum A Cidade também é nossa

Data: 18/02/2013 Notícias > Crea-BA
Representantes do Fórum a Cidade também é nossa subscreveram na quinta-feira (14), durante reunião na sede do Crea-BA, Moção de Solidariedade às promotoras ambientais do Ministério Público Estadual,  Cristina Seixas Graça e Hortênsia Gomes Pinho.
O documento faz referência à representação que tramita no Conselho Superior do Ministério Público, sob número 0.00.000.001484/2012/56 movido pela Patrimonial Empreendimentos Imobiliários S/A contra as promotoras, sob a alegação de suposta atuação contra os parâmetros legais no exercício de suas funções.
No texto, os integrantes do Fórum reafirmam a importância do trabalho realizado por Cristina Seixas Graça e Hortênsia Gomes Pinho no que diz respeito aos interesses coletivos, particularmente, àqueles vinculados ao patrimônio ambiental. Num dos trechos, os signatários afirmam (...) temos acompanhado o desempenho das aludidas promotoras, no tocante às questões de maior repercussão para os destinos de nossa gente e, a propósito, destacamos a regularidade de seus atos, dedicação, destemor e estrita fidelidade aos interesses sociais (...). 
As entidades alertam ainda para o fato de que o titular da representação integra o rol de empresas, cujos empreendimentos são questionados justamente pelo potencial de devastação e de desrespeito à legislação ambiental, a exemplo de obras na Avenida Paralela, Greenville, Colinas de Jaguaribe, Tecnovia, Ilha dos Frades e Canal de Mussurunga, com mais de 20 inquéritos civis e criminais em curso, propostos pelos Ministérios Públicos Estadual e Federal.

Signatários da Moção: 
Associação Baiana de Engenharia de Segurança – ABESE, Associação Profissional de Geógrafos do Estado da Bahia – APROGEO, Clube de Engenharia da Bahia (CEB), Conselho de Arquitetos e Urbanistas – CAU, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-BA), Faculdade de Arquitetura da UFBA – FAUFBA, Federação das Associações de Bairro de Salvador (FABS), Grupo Ambientalista da Bahia (GAMBÁ), Grupo de Apoio a Cidadania Ambiental (GACIAM), Grupo de Defesa e Promoção Socioambiental (GERMEN), Instituto Búzios, Intersindical/BA, Movimento Desocupa Salvador, Movimento Vozes de Salvador, Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas da Bahia (SINARQ), Sindicato dos Engenheiros do Estado da Bahia (SENGE), Sindicato das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (SINAENCO), Sociedade Brasileira de Urbanismo – SBU, União por Moradia Popular (UNMP), Associação Afro-Ameríndia (AFA), Coordenadoria Ecumênica de Serviço -CESE.
                                MOÇÃO DE SOLIDARIEDADE
As entidades ao fim subscritas, através de seus representantes legais, filiadas ao 
Forum“A Cidade também é nossa”, informadas de que tramita no CNMP- Conselho 
Nacional do Ministério Público- Representação tombada sob nº 
0.00.000.001484/2012/56, movida pelo Sr. André Luiz Duarte Teixeira dirigente da 
Patrimonial Saraíba Ltda e GOBI Empreendimentos Imobiliários S/A e também 
Diretor de Assuntos Ambientais da ADEMI contra as Promotoras Ambientais Drªs 
Cristina Graça Seixas e Hortênsia Pinho, porque supostamente estariam atuando 
contra os parâmetros legais, ao exercitarem suas atribuições funcionais na área 
ambiental, tornam manifesta sua posição sobre a matéria, nos termos seguintes .
Por estarem permanentemente sintonizadas com os interesses de nossa cidade  -
particularmente os vinculados a seu patrimônio ambiental  - nossas entidades têm 
acompanhado regularmente o desempenho das aludidas Promotoras no tocante a 
questões de maior repercussão para os destinos de nossa gente; e, a propósito, 
destacam a dedicação, destemor e estrita fidelidade aos interesses sociais, que têm 
marcado o desempenho de seus misteres funcionais em tais demandas. 
Outrossim, não deve ser desprezado  – como simples coincidência  – o fato de o 
Representante integrar entidades lamentavelmente notabilizadas por estarem à 
frente de empreendimentos notoriamente questionados justamente pelo potencial 
de predação, que infligiriam aos atributos naturais de nossa já tão maltratada 
cidade, comprometendo seu desfrute para as presentes e futuras gerações. 
Citem-se, como exemplo, os seguintes empreendimentos: obras na Ilha dos Frades 
investigadas pela PF e MPF; obras na Paralela: Greenville , Colinas de Jaguaribe , 
Tecnovia e Canal de Mussurunga - que tem mais de 20 Inquéritos civis e criminais em 
curso propostos pelos Mp's estadual e federal . 
À vista de tais razões, manifestam sua solidariedade às dignas Promotoras, ao tempo 
em que encaminham a presente Moção a Vossa Excelência e a seus eminentes Pares, 
integrantes do órgão legitimado para o julgamento da aludida Representação, certas 
de que seu desfecho honrará a história dessa Instituição, à qual nossa Constituição 
confiou a elevada missão de atuar como Advogada da Sociedade.

Fonte: Ascom Crea-BA

Seguidores