6 de setembro de 2012


FAPESB COMPLETA 11 ANOS E LANÇA QUATRO NOVOS EDITAIS

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) completou no dia 27 de agosto de 2012, 11 anos de existência. A atuação da Fundação, ao longo destes 11 anos tem impactado de forma positiva o desenvolvimento sustentável da economia baiana, com soluções de ordem econômica e social. Desde a sua criação, a Fundação tem alcançado resultados expressivos no apoio à pesquisa científica, inovação e formação de recursos humanos, tornando-se protagonista no apoio à Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I) no estado da Bahia.
Para comemorar seu aniversário, a FAPESB lançou quatro novos editais: Apoio à Publicação Científica e/ou Tecnológica; Apoio à Organização de Eventos Científicos e/ou Tecnológicos; Apoio à Formação de Redes para Articulação entre Pesquisa e Extensão; e o inédito Edital de Apoio à Formação em Línguas Estrangeiras para Certificação de Candidatos ao Programa Ciências sem Fronteiras (CsF).
Com um orçamento para o exercício de 2012 de aproximadamente R$ 91 milhões, a FAPESB situa-se em 4º lugar entre as Fundações de Amparo à Pesquisa em recursos destinados a fomento no Brasil. Segundo Roberto Paulo Machado Lopes, diretor geral da FAPESB, com a mudança nos padrões de comportamento e o reconhecimento do Governo do Estado da importância da C,T&I para a formulação de políticas públicas, as coisas melhoram a cada ano: “Com a expansão da base científica na Bahia e o crescimento do número de pessoas beneficiadas com recursos da FAPESB, este cenário tende a melhorar ainda mais”, diz.
Em 2012, a Fundação ampliou significativamente a quantidade de bolsas concedidas. Todas as cotas de bolsas dos programas de pós-graduação stricto sensu tiveram aumento, bem como a quantidade de bolsas de Iniciação Científica que foi ampliada em mais de 30%. A FAPESB apoia anualmente cerca de quatro mil bolsistas e neste ano os investimentos estimados para o pagamento de bolsas é de 29 milhões de reais. Além disso, seguindo a política de valorização da formação de recursos humanos, a FAPESB aumentou os valores de quatro modalidades de bolsa, equiparando-os aos valores praticados pelo CNPq. São elas: Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado (cotas) e Pós-Doutorado 2.
Segundo Lopes, a Bahia continuará crescendo e avançado na produção cientifica, mas é urgente o esforço no sentido de incorporar a inovação em sua estrutura produtiva: “Prosseguir na transformação de nossa realidade socioeconômica, continuar incluindo milhões de excluídos e realizar o sonho de uma sociedade próspera com equilíbrio ético e social só é possível tornando a ciência e a inovação um processo endógeno e dinâmico da nossa base produtiva. Essa é uma tarefa para os diversos estratos sociais e um esforço conjunto de todos os baianos”, diz.
Fonte: ascom/fapesb

Seguidores