2 de março de 2012

Embasa inicia plantio de mudas nas nascentes do Rio Jacuípe

Aproximadamente seis mil mudas de diversas espécies já foram plantadas nas áreas de nascentes do Rio Jacuípe, em Morro do Chapéu. O plantio faz parte do Programa de Recuperação de Matas Ciliares (PRMC), que está sendo desenvolvido pela Embasa em cidades baianas cujos mananciais locais são utilizados para abastecimento humano. No município, a empresa está investindo R$ 84 mil para recuperar um total de oito hectares: seis em áreas de nascentes, além de dois hectares nos locais onde a empresa opera poços para abastecer a cidade.

São 8,9 mil mudas de 28 tipos de espécies diferentes, nativas das áreas de nascente do Rio Jacuípe, entre elas embaúba, tamboril, ipê roxo, gameleira, ingá, aroeira, barriguda, jatobá e umburana. De acordo com Danilo Sette, engenheiro florestal da Suçuarana, empresa contratada para fazer o reflorestamento, a área do projeto corresponde a 14 campos de futebol.

Inovação
Para otimizar os resultados, nas covas onde as espécies foram plantadas, aplicou-se um polímero em forma de gel, tecnologia que retém água e diminui a perda de mudas. “Esse sistema de gel mantém a água próxima à raiz, amenizando o déficit hídrico e reduzindo a mortalidade das mudas”, explicou Danilo Sette. “Estima-se que, em geral, cerca de 10% das mudas morrem em grandes plantios. Usando o gel, temos menos de 5% de mortalidade”.

As áreas de reflorestamento serão monitoradas por dois anos, período em que a Embasa vai acompanhar o desenvolvimento das espécies e controlar eventuais pragas, como as formigas cortadeiras. A expectativa é que, em três anos, as plantas cultivadas já comecem a cumprir sua função ambiental de proteger a nascente do rio, além de contribuir para a biodiversidade local.

Além do plantio, o projeto também prevê ações socioambientais envolvendo a comunidade do entorno, como palestras e atividades educativas. “Pretendemos envolver os estudantes da cidade no reflorestamento da área onde está localizada a Estação de Tratamento de Água, o que também está previsto no projeto”, diz Antônio Coelho, biólogo da unidade regional da Embasa em Irecê.

Degradação
As nascentes do Rio Jacuípe, um dos principais mananciais baianos, estão localizadas em Morro do Chapéu. Ele percorre 39 municípios (a maioria deles no semiárido), tem 320 quilômetros de extensão e faz parte da Bacia Hidrográfica do Rio Paraguaçu. Em Morro do Chapéu, o leito do rio apresenta diversos problemas ambientais, como devastação da mata ciliar para utilização de madeira, cultivo de plantas de interesse econômico ao longo do seu leito, além do lançamento de esgoto doméstico in natura.

Este cenário tende a mudar a partir do início do funcionamento do Sistema de Esgotamento Sanitário de Morro do Chapéu, obra que está sendo executada pela Codesvasf, e será operada pela Embasa. Com um investimento de R$ 12,2 milhões, serão implantadas 5,7 mil ligações de esgoto na cidade.



http://morronoticias.com/index.php?option=com_content&view=article&id=2949:embasa-inicia-plantio-de-mudas-nas-nascentes-do-rio-jacuipe&catid=34:morro-noticias&Itemid=55

Seguidores