16 de novembro de 2011

Divulgada lista atualizada dos animais ameaçados de extinção

Divulgada lista atualizada dos animais ameaçados de extinção Estudo mostra que cerca de 1 quarto das espécies de mamíferos pode desaparecerpor
Globo Rural On-line

Atum aparece na chamada "lista vermelha" das espécies ameaçadas de extinção.
A União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) divulgou uma atualização da chamada “lista vermelha” de espécies ameaçadas de extinção. Por meio do estudo, foi possível comprovar que cerca de um quarto dos mamíferos do planeta pode desaparecer. Entre os animais que despontam na lista, estão o rinoceronte negro da África Ocidental, que já está extinto, o rinoceronte branco do norte, que não existe mais no meio silvestre, e o rinoceronte de Java, que possui apenas uma pequena população localizada na Indonésia. As três espécies do animal são vítimas da caça ilegal, motivada pela demanda de seus chifres, que supostamente apresentam propriedades terapêuticas no tratamento do câncer.
Camaleões, lagartixas, cobras-de-pernas e serpentes também estão sob ameaça. No meio marinho, o perigo é tão grande como em terra firme. As últimas avaliações das espécies de atuns, bonitos, cavalas e cavalas espanholas e de peixes de bico, como espada e agulha, mostram que a situação é grave para os atuns. Das oito espécies de atum, cinco aparecem na categoria de espécie ameaçada ou quase ameaçada da "lista vermelha" da UICN.
A entidade defensora dos animais espera que o estudo estimule os governos a protegerem estas espécies, já que muitas delas possuem alto valor econômico.
FONTE: GLOBO RURAL
--------------------------------------------------------------------------------------------------
Segundo a IUCN, 25% dos mamíferos correm risco de extinção

Última atualização da lista vermelha da IUCN considera que rinoceronte-negro-do-oeste está oficialmente extinto.Rinoceronte-branco (Ceratotherium simum) está na lista vermelha da IUCNA União Internacional pela Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês) divulgou no dia 10/11 a última atualização da lista vermelha de animais ameaçados de extinção da IUCN.
O relatório aponta que 25% dos mamíferos do planeta estão no grupo que corre o risco de deixar de existir.O rinoceronte-negro-do-oeste (Diceros bicornis longipes), subespécie que vivia no Oeste da África, foi considerado oficialmente extinto pela IUCN. O rinoceronte-branco (Ceratotherium simum cottoni), espécie que habita a região central da África, corre sério risco de seguir para o mesmo caminho.Mas as notícias não são só ruins. A pesquisa aponta que o cavalo-de-przewalski (Equus ferus), considerado extinto da natureza pela lista, em 1996, agora tem uma população de cerca de 300 animais.Outra novidade da lista atualizada foi a de há duas espécies de raias-manta: a de recife (Manta alfredi) e a gigante (Manta birostris), e que ambas são classificadas como vulneráveis pela lista. A caça desse animal preocupa os especialistas, já que seus dentes internos são usados na medicina chinesa.Entre os peixes, um dos que mais requer atenção, segundo os cientistas, é o atum. A lista mostra que cinco das oitos espécies do animal estão entre os ameaçadas ou quase ameaçadas.Mais 26 anfíbios foram incluídos à lista nesta última atualização.
O principal problema para a diminuição de algumas espécies de sapos e pererecas é a perda de hábitat e a captura para venda dos bichos.

Seguidores