15 de junho de 2015

Proposta de criação da primeira Reserva da Biosfera Marinha Brasileira

PROPOSTA DE RESERVA DA BIOSFERA MARIN

Texto do site do icmbio



Parque Nacional Marinho dos Abrolhos participou do lançamento
© Todos os direitos reservados. Foto: Marcello Lourenço
Brasília (12/06/2015) - O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos (BA) participou, entre 27 e 30 de maio, da "Semana da Mata Atlântica", cujo tema foi "Biodiversidade e Mudança do Clima na Mata Atlântica". Na oportunidade, foi discutida a proposta de criação da primeira Reserva da Biosfera Marinha Brasileira.
A programação contou com o lançamento de um documento que tem por objetivo embasar o processo de discussão na elaboração da proposta da primeira Reserva da Biosfera Marinha Brasileira, englobando o banco dos Abrolhos (BA) e a Cadeia Vitória-Trindade (ES). O objetivo é envolver diversos segmentos da sociedade e instâncias de governo na discussão e encaminhar a proposta à Comissão Brasileira do Programa Homem e Biosfera (Cobramab) e à Unesco.
Este processo é liderado pelo Colegiado Mar e o Grupo Conexão Abrolhos-Trindade da RBMA, em parceria com a Associação Ambiental Voz da Natureza. Para Marcello Lourenço, oceanógrafo e analista ambiental do Parque dos Abrolhos que participou do evento, a iniciativa é muito importante, pois acrescenta novas informações científicas sobre a importância da biodiversidade marinha nessa região. "Essa área é pressionada hoje pela sobrepesca e pelo interesse da indústria petrolífera, o que fortalece a necessidade de ampliação das áreas marinhas protegidas no banco dos Abrolhos e adjacências", destacou.
Marcello apresentou uma palestra, representando a Coordenação Regional em Porto Seguro (CR7), sobre as Unidades de Conservação federais costeiras e marinhas localizadas na Bahia. A apresentação ocorreu durante o curso de Gerenciamento Costeiro promovido pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado, que teve como objetivo retomar a aplicação do Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro e do Projeto Orla no litoral baiano. Os analistas ambientais Flávia Rossi, do Parque Nacional do Descobrimento, e Ronaldo Oliveira, da Reserva Extrativista Corumbau, também participaram do Curso.
O evento foi realizado pelo Ministério do Meio Ambiente, Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) e Rede de ONGs da Mata Atlântica, com apoio da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), grupo bancário KfW, agência de cooperação alemã GIZ, Prefeitura de Porto Seguro e Secretaria de Estado do Meio Ambiente da Bahia.
Reserva da Biosfera da Mata Atlântica
O analista ambiental Marcello Lourenço também participou da reunião do Conselho Nacional da RBMA. Ele representou o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, que desde 2003 é reconhecido como Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.
A Reserva da Biosfera da Mata Atlântica foi a primeira criada no Brasil e no próximo ano completa 25 anos. Ao todo, são 631 Reservas situadas em 119 países, que têm como missão promover a integração harmoniosa das pessoas e da natureza para o desenvolvimento sustentável, por meio da coordenação de locais de demonstração e aprendizagem, do desenvolvimento e integração de conhecimento científico, além da capacitação para gestão de sistemas socioecológicos complexos, incentivando maior diálogo político-científico, educação ambiental e divulgação para a comunidade.
Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

Seguidores